domingo, 30 de maio de 2010

Vacina Para Gripe H1N1 A Verdadeira Pandemia

Não é a primeira vez que estamos sujeitos à charlatanice sem evidências científicas da eficácia de um medicamento ou vacina. Já aconteceu antes com o hiv e o método foi bastante similar. Através do pânico difundido por governos, imprensa e supostos especialistas médicos cria-se uma onda de medo onde a população fica disponível para tudo incluindo a famosa banha da cobra. Só que esta banha da cobra vem da medicina que supostamente seria científica mas o que vemos acontecer é que hoje em dia considera-se uma vacina segura pela propaganda e não por testes científicos. Vemos a Ministra da Saúde, o Director Geral da Saúde, o representante da Ordem dos Médicos e dos Enfermeiros entre outros, afirmar que uma vacina não testada, é segura. Não sei se isto cabe na cabeça de alguém mas na minha não cabe nem é possível entender que se possa fazer este tipo de afirmações sobre uma vacina não testada e com adjuvantes que é bem sabido causarem problemas de saúde.

Também não se entende que casos como o da Baxter que tentou disseminar 2 vírus que juntos são extremamente perigosos não venham na imprensa e sejam completamente abafados incluindo pelos governos que continuam fazendo negócio com a Baxter como se nada se tivesse passado. A Baxter só mandou 72 quilos de material para vacina infectados para 16 laboratórios com 2 vírus, um influenza e outro gripe aviária. Se um zeloso técnico Checo não tivesse decidido testar o material em furões (morreram todos), hoje estaríamos frente a uma verdadeira epidemia. A intenção criminosa da Baxter é evidente pela razão de que seria impossível ter acontecido a contaminação por acidente devido ao nível de segurança exigido para lidar com estes materiais. Além disso um produto final em que não houve controle de qualidade é mais que suspeito.

Também não se entende a propaganda excessiva á volta desta pandemia fictícia e vermos que OMS, ONU e CEE estão envolvidas nessa propaganda sendo até os maiores promotores do medo, dá muito que pensar e levanta a questão de: afinal estamos nas mãos de quem? Estas organizações e entidades zelam por nós ou servem apenas interesses obscuros e nada éticos? Como ainda tem gente que confia na ONU, OMS, CEE é que me surpreende como me surpreende que ainda se confie em nossos políticos ao serviço das corporações sem nenhuma ética e moral que para atingir seus objectivos estão pouco se lixando se matam 10 ou 10,000. E nossos governantes são cúmplices dessas atrocidades e por isso é caricato ver tanta gente ainda a dormir a gritar PS ou PSD quando as evidências são quase diárias.

Estas coisas só se entendem no contexto da Nova Ordem Mundial e de seus planos em eliminar dois terços da população. Kissinger, Rockefeller, Rothschild são dos maiores promotores do eugenismo e do genocídio mundial, tudo para bem do planeta e da população claro. Esta triste realidade demonstra que essa gente vive num mundo completamente à parte e olha o ser humano comum como um animal servidor que existe apenas para servir a elite. Eles estão acima de nós e acham-se no direito de decidir por nós como seres inferiores que somos, pelo menos é essa a visão deles, confirmada pela passividade de grande parte da raça humana, pela crença sem sentido em criminosos e pela negação de que quem está em cima nos vê como animais. Poucos conseguem aceitar que somos carne para canhão apenas, uma força de trabalho, cobaias de tudo e mais alguma coisa, e pior somos as ovelhas a correr alegremente para a matança berrando alegremente PS, PSD, Sócrates, Manuela, CEE, ONU. viva, viva, bééeéé... ups Chlack. Já não se ouve nenhum berrar, as ovelhas morreram felizes em sua ilusão.

Um comentário:

  1. Se nosso planeta só tem espaço para 500 milhoes, quem tem a razao?

    ResponderExcluir